sexta-feira, 6 de abril de 2018

Ora bem...


É mais ou menos isso... o foco e a força de vontade vão e vêm... tem dias...

Nos 3 dias em que estivemos em Espanha, não houve nenhum em que o meu telemóvel marcasse menos de 15.000 passos por dia.

Na primeira noite, o meu joelho esquerdo tinha uma moinha tão chata que pensei mesmo que me ia ressentir nos dias seguintes. Mas foi só ele a dizer Ei, lembras-te porque é que devias fazer caminhadas regulares? Estou todo enferrujado!!

Tenho mesmo de voltar às caminhadas. Temos de voltar às caminhadas a três. Faz bem a todos!

Para já combinamos 3 vezes por semana à 3ª, à 6ª e outra ao fim de semana. Mas para isso o tempo tem de começar a colaborar. Admiro muito aquelas pessoas que vejo na berma da estrada com os fones faça chuva ou faça sol, mas confesso que isso não é para mim.

É que, caramba, eu gosto mesmo de caminhar sozinha só com a minha música; gosto igualmente de caminhar a três na conversa. O que me custa mesmo é dar aquele primeiro passo, aquela decisão crucial entre esparramar-me no sofá embrulhada em mantas fofinhas com os pés da filhota encaixados debaixo das minhas pernas ou calçar as sapatilhas e vestir o casaco para uma caminhada.

É esse momento que tem de ser trabalhado...

2 comentários:

  1. Eu sou igual, custa-me imenso quebrar a preguiça, mas de que decido fazer alguma coisa, faço imenso exercício :).
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  2. Por aqui estamos à espera que o tempo colabore! É que sair de casa com chuva não apetece a ninguém.
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar