segunda-feira, 29 de junho de 2015

Destralhando...

Depois de suavizar a sala (aqui), havia ainda qualquer coisa que não estava a 100%...

A minha mobília já tem 16 anos e apesar de não ser muito trabalhada, se tivesse de mobilar a minha casa hoje escolheria coisas mais minimalistas e simples.

Mas como é boa, não a vou deitar fora. O que não significa que não a possa modificar. Coisa simples, mas com um grande impacto na minha sala de dimensões pequenas ;)

A cristaleira estava a abafar-me... estava saturadíssima dela!
Bastou tirar-lhe a parte dos "cristais", ver-me livre dos cacarecos
e selecionar o que na realidade utilizo (muito pouco)
Adorei o resultado! Em vez de uma cristaleira fiquei com um aparador, livrei-me de alguns cacos que nunca usei, a sala ficou mais leve e até parece mais larga.

Agora apetece-me fazer um espelho para aquela parede. Mas queria uma coisa bem natural do tipo só o espelho e a moldura feita de galhos ou corda... Vou estudar bem o caso...

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Da alimentação dita "normal"...


Desde que aderi à alimentação dita "normal" há cerca de 2 meses:

- Desleixei-me por completo na água. Passo dias inteiros com 2 míseros copinhos no bucho... Consequência: o peso anda ali quilo acima, quilo abaixo, mas sinto-me inchada e volumosa.Quero voltar aos 2 litros por dia e é precisamente nisso que me vou focar...

- Os almoços são variados, voltei a ter prazer em comer e isso agrada-me imenso. Apesar de sentir que já controlo a comida e não o contrário, lá no fundinho tenho medo de tornar a apoiar-me nela e deixar que ela me volte a controlar...

- Não considero que abuse muito nas refeições principais nem nos lanches. No entanto, o meu ponto fraco ultimamente tem sido a vontade incontrolável de chocolate depois do almoço e do jantar (e como isso vicia) e os fins de semana têm sido um bocado desvairados, digamos assim...

- Exercício?! O que é isso? Não me lembro... tirando a caminhada de 6ª feira não tenho feito absolutamente nada. O hubby diz que são fases, mas neste momento realmente não me anda a apetecer fazer mesmo nada...

A chave disto tudo já se sabe que é o equilíbrio...

Neste momento preciso de água! Preciso de hidratar o corpo, desintoxicá-lo e tentar desinchar. É esse o foco até às férias.

Apesar disto tudo, a minha cabeça está em paz, completamente YOLO! Aquela Sweet paranóica com os números, com tudo saudável, com o exercício diário está adormecida. Espero mesmo assim conseguir manter o equilíbrio...

sábado, 20 de junho de 2015

And I'm feeling good...


Sabes quando passas uma fase da tua vida focada num determinado objetivo e há coisas a que deixas de dar tanta importância, desleixas-te até...

Sabes quando chegas a um determinado patamar, páras para olhar para trás e pensas "Humm, gosto de estar aqui... com esta pessoa que habita em mim... afinal gosto dela... ela merece ser um bocadinho polida..."

E deixas o torpor da vida e deixas-te levar um bocadinho pela vaidade... só porque sim... só porque tu afinal mereces...

É... afinal mereces... Mereces sentir-te bonita... Para te agradares a ti própria... Para te sentires bem...

Obrigada ao Universo pelas voltas que dá... Nunca pensei chegar a este patamar...

sábado, 13 de junho de 2015

Não consigo estar quieta...

... e o trabalho sobra para o hubby, pois claro!! O meu trabalho é meramente criativo... isso também dá canseira!

Depois de suavizar a decoração da sala (aqui), aos poucos e poucos o hall-corredor começou a irritar-me profundamente.

Eu sei que a decoração do hall era arrojada, mas convivi muito bem com este papel psicadélico durante 7 anos. Mas agora com a sala mais suave, o hall deixou de fazer sentido.

- Antes -
Não parece, mas a parede era verde-alface claro
- Depois -
ADORO a cor (aqua) que não consigo nem por nada captar na foto
O papel é lindo! Faz-me lembrar uma casa de praia!
E o aqua é precisamente a cor de uma das listas - ADORO!!
Ontem encontramos este tesourinho junto ao contentor do lixo...
Depois de lixado, pintamos com a cor da parede e ficou delicioso!
Adoro cada vez mais a minha casa!

Próxima renovação: Quarto da pré-adolescente :))

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Life is like a rollercoaster...


Há momentos de euforia... de expectativa... de loucura... e depois aqueles momentos mais calmos em que estamos simplesmente à espera do que vai acontecer a seguir... a seguir com a nossa vidinha...

Temos de aproveitar a viagem e de nos arrependermos somente das coisas que não fizemos...

Não deixar nada por dizer... esclarecer bem as situações, não há nada pior do que mal entendidos... podem estragar uma relação para a vida!

Eu só sei adorar ou odiar. Com o meio termo não consigo lidar muito bem. Este defeito já me trouxe alguns dissabores, as pessoas confundem isto com altivez e antipatia.

Quando eu gosto, eu GOSTO! As pessoas têm a minha completa lealdade, ao ponto de poderem sentir-se sufocadas por mim. Não sintam, sou somente como uma criança a abraçar um gatinho, perco a noção da minha força.

Quando eu não gosto, eu DETESTO! Não sei ser falsa; indiferente sim, fria até... mas sempre verdadeira.

Para os do meio termo sou somente introvertida, anti-social, uma seca!

Já me desiludi com algumas pessoas que não compreendem esta parte de mim e acho que foi por isso que me fechei um pouco ao mundo e me apoiei somente nos meus dois amores. Esses que não me desiludem e que me deixam ser como sou, que me compreendem e que me dão o espaço que preciso mesmo sem muitas vezes perceberem porquê.

Tenho medo de voltar a ligar-me a pessoas que de uma maneira ou de outra me possam tornar a desiludir, a afastarem-se de mim depois de eu me afeiçoar a elas.

Mas agora chego a uma fase da minha vida em que me apetece imenso alargar esse círculo de apoio, de amizade; sinto falta de pessoas diferentes, de diversão variada. E já não me lembro como isso se faz.

Às tantas estamos somente sentados a ver a vida a acontecer à frente dos nossos olhos e não a vivê-la em pleno.

domingo, 7 de junho de 2015

Um mês depois...


- Consegui voltar a ter prazer em comer sem culpas
- Consegui fazer escolhas equilibradas
- Consegui manter o peso 
- Consegui manter as finanças equilibradas, mesmo com a despesa extra
- Consegui conhecer um pouco algumas pessoas que estão ao meu lado há 18 anos
- Consegui abrir-me um pouco para o mundo e finalmente apoiar-me um pouco na auto-estima que tenho vindo a adquirir ao longo dos últimos anos

Foram muitos anos com a auto-estima em baixo. É fácil deixarmo-nos ficar para trás, pensar que não somos bons o suficiente. 

O difícil é convencermo-nos de que somos especiais, que somos pessoas extraordinárias... incríveis... e eu começo a acreditar nisso. Começo a gostar de mim...


quarta-feira, 3 de junho de 2015

"YOLO" - You Only Live Once


Ele: Ultimamente andas diferente...
Eu: Diferente como?
Ele: Diferente...
Eu: Mas para melhor ou para pior?!
Ele: Para melhor. Andas mais relaxada, mais alegre, sem paranóias (com a comida)...
A princesa: Estás mais "Yolo"

Pois, parece que sim. Sinto que finalmente me estou a abrir um bocadinho ao mundo e gosto da sensação. Eu sempre me considerei bicho-do-buraco, mas afinal gosto de convívio.

Não sei se acontece o mesmo com os outros, mas desde que a princesa nasceu fomo-nos afastando dos amigos mais antigos e concentrámo-nos demasiado nela. É provavelmente a única coisa que eu faria de diferente se pudesse voltar atrás.

Mas nunca é tarde para mudar isso, certo? E é isso que eu quero. Sinto necessidade de me divertir com pessoas da mesma idade, criar novas amizades, quem sabe um novo grupo divertido. Pessoas que na teoria são tão parecidas connosco que mete impressão :)...

Só nos devemos arrepender do que não fazemos e sinceramente não me apetece perder mais oportunidades de poder participar em coisas agradáveis!

segunda-feira, 1 de junho de 2015