domingo, 24 de julho de 2016

Custa-me sempre imenso... mas hoje ainda mais...


Destralhar as coisas da minha filha: odeio! 

Guardar as roupas que já não lhe servem... os brinquedos com que já não brinca... os livros que já não lê... os filmes que já não gosta... detesto!

Lembra-me de que ela está a crescer, que já não é a minha menina pequenina. Que daqui a pouco abre as asas que já são tão grandes e começa a voar.

Odeio! Custa-me sempre imenso!

Cá em casa temos uma divisão a que sempre chamamos quartinho dos brinquedos que nada mais é do que uma casa de banho com um tamanho razoável que decidimos transformar num +1. Coisas que ela já  não queria no quarto, mas que eu ainda não estava pronta para dar, basicamente migravam do quarto para o quartinho dos brinquedos. 

Esta semana decidi transformar o espaço numa divisão mais funcional e organizada, estava toda entusiasmada a planear tudo, comprar o que queria no IKEA, montar móveis, pintar uma estante existente, tirar o que estava lá dentro, tirar o chão de vinil... até que ao ver o quartinho dos brinquedos vazio, deu-me um aperto no coração, sentei-me no chão e desabei completamente. 

Nunca mais este espaço vai ser o quartinho dos brinquedos. A menina pequenina que aqui morava deu lugar a uma jovem serena mais metida no seu canto e que não quer mais brincar com a Sofia, nem com as panelinhas, não quer que eu lhe leia o piu meio (capuchinho vermelho) nem quer ver o Pooh do Natal pela centésima vez. E isso dá-me uma saudade imensa...

Sei que ela ainda quer a minha companhia para tudo! Ela quer que eu veja o vídeo novo dos 5SOS, quer que eu ouça a música que descobriu agora dos One Direction e que veja o novo penteado do Harry Styles, quer que eu veja se gosto do Andy Biersack para expandir os meus horizontes, diz ela... Sei que ela gosta que eu tenha os gostos dela, dá-nos assunto para falar durante horas!

Mas já não é a minha menina pequenina que eu conseguia encaixar no meu colo, que adormecia na sala no meu peito e que eu ainda conseguia levar ao colo para a cama...

E é essa saudade que me fez desabar... não que eu não goste que ela cresça, não é isso... eu tenho é saudades dela pequenina... porque eu ainda gosto do Winnie the Pooh e do Ruca do Natal, mais do que filmes, são momentos que partilhamos as duas... ela é que já não gosta...

Neste momento o quartinho dos brinquedos está a meio, não consegui continuar sem extravasar os sentimentos aqui, onde me consigo acalmar.

Lágrimas choradas, é altura de continuar... sim, porque neste momento o meu quarto está neste belíssimo estado:


Vamos ver se há um antes e depois dentro de alguns dias.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Das pequenas descobertas

Muito de vez em quando encontro uma música que me toca de uma maneira tão profunda que não a consigo ouvir sem uma lágrima a escorrer-me pela face.
 
É o caso desta. É como se o meu atual Eu falasse com o meu passado Eu...
 
 
 
Your hand fits in mine like it's made just for me
But bear this mind it was meant to be
And I'm joining up the dots with the freckles on your cheeks
And it all makes sense to me
I know you've never loved the crinkles by your eyes when you smile
You've never loved your stomach or your thighs
The dimples in your back at the bottom of your spine
But I'll love them endlessly
I won't let these little things slip out of my mouth
But if I do, it's you, oh it's you, they add up to
I'm in love with you and all these little things
You can't go to bed without a cup of tea
Maybe that's the reason that you talk in your sleep
And all those conversations are the secrets that I keep
Though it makes no sense to me
I know you've never loved the sound of your voice on tape
You never want to know how much you weigh
You still have to squeeze into your jeans
But you're perfect to me
I won't let these little things slip out of my mouth
But if it's true, it's you, it's you, they add up to
I'm in love with you and all these little things
You never love yourself half as much as I love you
You'll never treat yourself right darling but I want you to
If I let you know, I'm here for you
Maybe you'll love yourself like I love you oh
I've just let these little things slip out of my mouth
Because it's you, oh it's you, it's you they add up to
And I'm in love with you (all these little things)
I won't let these little things slip out of my mouth
But if it's true, it's you, it's you they add up to
I'm in love with you, and all your little things


segunda-feira, 18 de julho de 2016

Há dias assim...


... em que me sinto cinzenta... murcha... em que a lágrima está sempre pronta para saltar cá para fora... em só me apetece sentar num canto sossegada sem falar com ninguém...

Nestes dias, só um miminho destes me faz sorrir... quem diz que as amizades virtuais não são reais não sabe mesmo do que fala... Obrigada Sweet!

sábado, 16 de julho de 2016

Do "só por hoje"


O "só por hoje" foi uma constante esta semana...

Reduzi os doces ao mínimo
Enchi-me de sopas e saladas quando pude
Reduzi arroz e massas ao mínimo e mantive mesmo só o pãozinho (dele não prescindo)
Resisti a um mega-éclair, mas sucumbi a um mini-éclair que me matou a gula por completo

Mesmo com o fim de semana passado fora e, logo, mais relaxado, acordei hoje com 1kg a menos!!

Afinal sempre consigo!... Afinal parece que me começo a relembrar como é que isto se faz! E afinal não é assim tão difícil!...

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Do fim de semana...

Da paz...


Das memórias de infância...
Do silêncio...
Do cheiro dos avós...
Dos tons de verde...



Da simplicidade...


Das paisagens de cortar a respiração...
Do ritmo da aldeia...




segunda-feira, 11 de julho de 2016

sexta-feira, 8 de julho de 2016

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Pooois....


Eu já devia saber que começar uma "dieta" à 6a feira é um tiro no pé...

Sexta foi um dia clean! Well done!...
Sábado até ao lanche fiz tudo direitinho... A partir daí e todo o dia de domingo foram desvarios uns atrás dos outros...
Hoje voltei a ter um dia clean :)

Caso isto fosse uma dieta, este desvario do fim de semana era coisa para me deixar frustrada e desanimada.

Mas não é! É uma mudança de modo de vida. É tentar limpar a minha alimentação um pouco mais, torná-la mais clean, menos tóxica. Apostar em produtos mais saudáveis e afastar-me um pouco mais dos docinhos (a minha perdição!)

E a minha vida tem desvarios, mas é claro que sim! São eles que lhe dão cor...

A chave aqui é compensá-los! Desvarios de fim de semana = semana mais cuidada.

Porque só assim é que faz sentido. Só assim é que consigo sentir-me de consciência tranquila e feliz com as minhas escolhas.

Se a perda de peso for um dano colateral, será somente um crédito e não o objetivo.

Clean - só por hoje!!

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Hoje



Hoje começa oficialmente a segunda metade de 2016.
Hoje estou oficialmente 10Kg acima do meu peso ideal.
Hoje estou oficialmente 20Kg abaixo do meu peso máximo, quando um dia já estive 30.
Hoje quero oficialmente tomar as rédeas da minha vida novamente.
Porque eu sei que se o consegui uma vez, eu consigo novamente.
Porque é altura de me virar novamente para mim e mimar-me.
Porque é altura de deixar de andar constantemente em piloto automático e voltar a tomar decisões conscientes.
Porque eu gosto de me sentir de consciência tranquila. Gosto de saber que estou a fazer as melhores escolhas para mim e a tratar o meu corpo como ele merece.