segunda-feira, 20 de março de 2017

Do bom e do mau


Não sei se é só comigo que isto acontece, mas a minha mente tem tendência natural a concentrar-se nas coisas más em vez das coisas boas.

Eu até me considero uma pessoa otimista, na esmagadora maioria das vezes olha para o copo e vejo-o meio cheio, mas há coisas que tenho de me relembrar vezes e vezes sem conta.

Por exemplo:

- Ao longo do meu percurso, eu já me livrei de 30Kg com muito orgulho, no entanto, em vez de me focar nisso e aproveitar essa força para seguir em frente, o meu foco concentra-se no facto de entretanto ter ganho cerca de 10Kg.

- A minha filha partilhou connosco recentemente uma inquietação dela e enquanto o meu foco se dirigiu imediatamente para o facto de ser um assunto que até ali me tinha passado ao lado, o foco do meu marido foi logo para o facto dela ter a confiança e a coragem suficientes para partilhar isso connosco (como entretanto eu também me foquei).

- Neste momento habituei-me a fazer uma alimentação equilibrada durante o dia. A rotina é minha amiga, trago os meus lanches e o meu almoço na base do que eu considero saudável e suficiente para mim, na maioria das vezes tenho bebido bastante água, mas à noite, normalmente depois do jantar, a coisa descamba (vezes demais, é certo) e é nisso que a minha mente se foca, em vez de ser no resto de dia saudável que tive.

Este "descamba" a que me refiro não é nenhuma alarvidade de comida, mas são coisas (normalmente envolvendo chocolate) que eu sei que além de ser pura gulodice, é a tal coisa da comida emocional ou de conforto.

E isso assusta-me porque eu já fui uma comedora emocional e é sítio para onde eu não quero voltar. Aquele chocolate devorado às escuras... aquele wafer de chocolate, avelãs e creme de leite decadente que tem de ser comido porque sim, porque falta aquela coisinha para compor a refeição...

Eu não quero voltar a sentir-me presa à comida! Eu não quero voltar a sentir que ela me controla! Eu quero comer o wafer e sentir prazer com ele quando me apetece, mas não quero que a minha mente me diga que me apetece todos os dias como se fosse uma "obrigação"!

É nisso que eu quero trabalhar!

Este é o tipo de coisa que só compreende quem já esteve na mesma situação. Para os outros é somente um coisa muito estúpida...

4 comentários:

  1. Força e não perca o foco! Tem de saber controlar a mente e mostrar que já conseguiu muita coisa, e vai ser capaz de conseguir muito mais.
    Mesmo que em alguns momentos tenha as suas dúvidas, não deixe de acreditar!
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Percebo-te tão bem... Fogo, parece que me estava a ler a mim, sabes? Oh bipolaridade! =|


    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar
  3. Olá olá! entendo-te perfeitamente. e sabes o que resultou para mim? procurar alimentos naturais saciadores, mais ricos em proteina, fibra e gorduras saudáveis.

    Pequenas inclusões na rotina fazem mudar muita coisa. Incluir por exemplo nozes ou amendoas, ou nos lanches ou antes das refeições.

    ResponderEliminar
  4. Não tem nada de estúpido! E encarares isso e saberes isso, já é um passo enorme! Agora é só controlar um pouco mais... mas tb focares-te em tudo o que fazes direitinho!
    Força!

    ResponderEliminar