domingo, 12 de março de 2017

Da inspiração


O Biggest Loser é sem dúvida um dos programas que mais me inspira.

Nem é propriamente pela quantidade absurda de peso que os concorrentes perdem semanalmente porque aquele tipo de treino é absolutamente incompatível com a vida real.

É pelas histórias de cada um. É pelas vergonhas de cada um. É pelas cicatrizes na alma de cada um. É pela motivação de cada um. É pelas semelhanças que encontro com alguns. Não de corpo, não de peso, mas de sentimentos.

Descobri que está a dar na Sic Mulher o Biggest Loser Austrália edição pais e filhos e é tão bom como o americano. Adoro!

Tem um filho de 27 anos que pesa mais de 250Kg e para quem nem sequer a banda gástrica é opção, segundo ele, a sua única opção é a morte. Ele está a concorrer com a mãe que está ali só para o ajudar a não morrer. Tocou-me sinceramente.

Depois há uma mãe e filha em que a mãe se martiriza por não conseguir dar bons exemplos à filha. Tocou-me, apesar de não me identificar pessoalmente.

Depois de tudo o que passei, posso ter retrocedido um bocado nos últimos tempos, sei que sim, mas nunca a minha filha pode dizer "A minha mãe baixou os braços"... Isso não! Quero que ela se orgulhe de mim. Quero que se orgulhe do facto de eu não ficar quieta se não estiver satisfeita comigo própria.

Na semana passada disse-lhe que íamos passar a ter mais cuidado com a alimentação, comer mais sopinhas e fazer mais caminhadas porque eu queria perder peso e não estava a conseguir sozinha.

A resposta dela: Mas para que é que queres perder peso? Tu não precisas!
Eu: Porque não me estou a sentir bem comigo, estou a sentir-me pesada e já me senti melhor. (E sim, sei bem que preciso)
Ela: Está bem, fazemos juntas.
Vamos fazê-lo a três, isso sim, faz bem a todos.

2 comentários:

  1. É muito importante não desistir e ir controlando. Foi o não controlar que levou essas pessoas ao estado em que estão. É terrível, é muito triste.
    Algo que ajuda a saciar ao mesmo tempo que nutre o corpo é investir em algumas fontes de proteína. Um ovo, um pouco de carne ou peixe - às vezes apenas uma pequena porção, a complementar a sopa por exemplo, faz toda a diferença [as minhas desculpas no caso de ser vegetariana ou vegan - acabei de chegar aqui :) ]

    ResponderEliminar
  2. O apoio da família é essencial! Ainda bem que o tens! Força! :)

    ResponderEliminar