sexta-feira, 17 de março de 2017

Acabou-se o sossego!!


Aquela menininha quietinha no seu cantinho, da qual eu sabia tudo o que se passava naquela cabecinha deu lugar a uma mini-mulherzinha adolescente com ideias bem assentes e desejo de crescer.

Já tem pequenos assuntos que opta por não partilhar comigo (e que eu respeito) apesar de saber que pode sempre dizer-me absolutamente tudo e que terá o meu apoio ou pelo menos a minha orientação.

Está neste momento em casa com umas amigas a fazerem o almoço pela primeira vez, enquanto tiveram 3 (!!) furos seguidos.

Começou há pouco tempo a fazer o percurso escola - casa sozinha a pé, com todas as inquietações que isso me provoca a mim, super-mãe-galinha...

Sim, eu já sei que com a idade dela muitos já estão fartos de andar para todo o lado e blá-blá-blá e eu com a idade dela já fazia sei lá quantos quilómetros de autocarro e blá-blá-blá e hoje em dias os miúdos são super-protegidos e blá-blá-blá...

Sim, sim, eu aceito tudo isso e também o digo... MAS... isso é nos outros. Ela é a minha menina pequenina com quem eu me preocupo, pelo menos enquanto não estiver habituada a ter a asa assim um bocadinho mais levantada.

Sei que posso confiar plenamente nela, nunca me deu razões nenhumas para não o fazer (quando/se tal acontecer, o caso muda de figura, claro). De entre todas as coisas, o que eu mais me orgulho dela é o facto do seu amor-próprio estar bem lá no alto. Ela gosta dela própria sem no entanto roçar o narcisismo e esse é um feito que eu me orgulho de ter cultivado.

Não sei bem se estou preparada para a próxima fase, mas vamos lá a ver...

2 comentários:

  1. Ai... nem gosto de pensar nessa fase! Mas tb ainda falta algum tempo (passa rápido, bem sei).
    Temos de nos mentalizar que assim como nós quisemos e tivemos a nossa independência, tb eles o farão... faz parte da vida. mas custa, entendo!
    Bj

    ResponderEliminar
  2. Heheheh, nós queremos protege-los sempre... mas a verdade é que temos que trabalhar esta parte... temos que os deixar fazer as coisas para que eles tenham confiança neles mesmos, que saibam que são capazes. Amadurecer. No fundo... custa agora, mas no futuro estaremos a criar filhotes maduros e responsaveis. O que nos dias de hoje é super complicado.. Tinha saudades de te ler.. Beijinhos

    ResponderEliminar