sexta-feira, 2 de junho de 2017

WTF?!?!... Mas isto é assim agora?!



A Bia anda no 9º ano e é uma aluna bastante boa (bem melhor do que eu alguma vez fui).

É uma aluna de média de 4 e acho que se contam pelos dedos de uma mão os testes em que teve negativas desde que começou a escola.
No primeiro teste de inglês que fez no 5º ano teve 100%.
É naturalmente dotada para línguas (nisso sai à mãezinha dela) e nunca precisou de estudar para inglês para ter sempre 5.
Apesar de dizer que não gosta de francês, se estudar um bocadinho, também consegue notas bastante boas.
Ela já decidiu que vai seguir a área de humanidades, coisa que eu não tinha grandes dúvidas, sinceramente.

Agora, o que me faz uma confusão tremenda (porque no nosso tempo ou isto era impensável ou eu andava numa escola da caca) são as seguintes situações que vi a passarem-se nestas últimas semanas:

Situação 1 - Teste de História:
A professora na aula diz aos alunos os tópicos que vão sai nos testes, ou seja, basicamente as perguntas...
Ex: (o tema era a 2ª Guerra Mundial)
- Vai sair uma imagem que vocês têm de identificar... a imagem é o Pearl Harbor.
- Depois têm de dizer porque é que esse acontecimento foi importante... porque levou à mundialização do conflito.
E falou assim sobre o teste todo na aula de preparação!

Situação 2 - Teste de Ciências:
A Bia odeia a matéria que estão a dar, desmotiva-a, é um monte de nomes estranhos que tem de decorar...
Antes do teste:
- Se tiver mais do que 30% a ciências é uma sorte!
Depois do teste:
- O teste correu-me maravilhosamente bem, devo ter mais de 80% de certeza. A professora enviou-nos o teste para o e-mail antes da aula, só tivemos de decorar as respostas!

WTF?!?! Mas isto é assim, agora?

Onde está o mérito próprio dos alunos? É suposto eles ficarem orgulhosos por uma nota alta entregue assim de bandeja? Isto não é leva-los ao colo no 3º período? Não cheira aqui só a aumentar o ranking da escola? Isto é justo para os que se estafaram a estudar?

Que os conteúdos são extensos demais, acho que sim. Que os miúdos estão sobrecarregados, completamente de acordo. Mas não acho que estes facilitanços os ajudem a longo prazo,

Sou só eu que acho isto um absurdo?

6 comentários:

  1. Toda a escola atual é um absurdo! Infelizmente!

    ResponderEliminar
  2. Completamente vergonhoso. Todos sabemos que agora é tudo um conflito de interesses. As escolas têm que ter alunos, os professores têm que apresentar boas notas, não se deve chumbar o aluno porque a escola recebe um valor por turma ou por cabeça... e andamos nisto...

    Chegámos a um ponto que vale tudo.
    Discordo e sinto cada vez mais que cabe a mim preparar os meus filhos para a escola. E não estou minimamente preocupada com matérias, estou sim preocupada com valores. que aprendam a viver em sociedade, que aceitem que todos somos diferentes mas no fundo todos iguais, que se respeitem uns aos outros, que não desistam de sonhar e que lutem pelos seus sonhos, que sejam felizes... o resto é musica

    ResponderEliminar
  3. Claro! Eu acho que devemos passar-lhes que façam o melhor que sabem e que devem pedir ajuda quando não conseguem. Pedir ajuda não é nenhuma humilhação. a Partilha é uma das melhores formas de aprendizagem e evolução. As más notas também fazem parte, ajudam à frustração. Nós pais gostariamos que os nosso filhos não sofressem nunca, mas se a frustração não existir, como é que lhes transmitimos que devem encontrar outra forma de chegar a um mesmo objectivo? É importante sim praticar com eles a reflexão nos momentos das frustrações, o que não correu bem, identificar os motivos e delinear novo plano. Assim eles sentem-se envolvidos e certamente mais seguros para a vida.

    ResponderEliminar
  4. O quê???? Não fazia ideia! =\

    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar