terça-feira, 18 de outubro de 2016

Para mais tarde recordar

Deitadas cada qual na sua cama a trocar fotos e mensagens no Twitter

Se há dúvida que não tenho é que eu nasci para ser Mãe. 

São já 14 anos de um ser moldado com infinita ternura. E esse amor que eu julgava que se fosse acalmando com o passar dos anos, tem laivos constantes de paixão assolapada.

- Não dês tanto colo à menina que ela vai ficar mal habituada!
Tanta vez ouvi esta frase da minha mãe e da minha avó quando a menina nasceu! De todas as vezes a ignorei! A Bia adormecia sempre aconchegada no meu colo.

- Ela está tão cosida contigo... depois vai custar-te muito...
Depois logo se vê! Tenho um laço com esta miúda como nunca imaginei ser possível. Às vezes tenho medo de não ter espaço no meu coração para tanto amor.

- Mãe, quero mostrar-te esta música/vídeo... Gostas?...
(1 semana depois) Então, já pesquisaste mais o que te mostrei?... Gosto mesmo disto!
Eu deixo de passar um cesto de roupa a ferro para ficar sentada no sofá com ela a ver o This is us dos 1D porque afinal os moços de boyband oca não têm nada e o Harry Styles não é o convencido que eu pensava, mas sim um fofinho com uns olhos e um sorriso lindos!
Podes gostar dos 1D e estar na lane do Harry, desde que não estejas na lane do Louis, essa é a minha!...

E o hubby olha para nós embevecido e com três pensamentos simultâneos: WTF?! e Já não me bastava uma, agora são duas! e ainda Olha para elas, não vivem uma sem a outra...

- Queres ir sair no fim de semana, filha?... - Sim, vamos andar de carro as duas!
Nós as duas, eu a conduzir, ela ao meu lado, música a tocar suficientemente alto para ela não me ouvir a cantar e lá vamos nós... sem destino, sem hora de regressar!

- Gostas que eu me interesse pelas tuas coisas ou achas que me estou a intrometer demais?
Sim, eu pergunto-lhe! A Lena de 14 anos era tão diferente da Bia de 14 anos! A Lena já estava fechada na concha parva da adolescência; já não dava troco aos pais. A diferença de mentalidades era brutal e chocávamos imenso. A Bia de 14 anos sabe que pode contar tudo à mãe sem medo de julgamentos. Sei que eventualmente ela se vai fechar, porque todos temos a concha parva da adolescência no adn; já reparei que se fechou para a maioria das pessoas, mas comigo continua a ser a mesma.

- A tua filha vai comprar umas botas pretas? Ela já anda de calças pretas e muitas vezes de camisolas pretas... ai não deixes...
Ela veste o que gosta, mãe! E depois se agora gostar de se vestir de preto de vez em quando, qual é o mal? Posso dar-lhe a minha opinião, mas não a obrigo a nada. Conheço bem a menina que está por detrás das roupas... e é a mesma!

- Ai mãe só tens roupas infantis!!
Essa fez-me rebolar a rir! Realmente, eu tenho camisolas com o Mickey, com florzinhas e roupas mais pipizinhas... tenho uma t-shirt que diz "I'll never be too old for Disney!" E comprei porque é verdade!!

At fourty I feel like fourteen!!
Como se estivesse agora a viver uma segunda adolescência com a liberdade que não tive na primeira e com a vantagem de a estar a partilhar com a minha pessoa preferida.

Mum goals!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário